Trabalhamos diariamente para atingir a Excelência
No ano de 2006 a Fepronor Lda. liderou o Ranking DN das 1500 melhores PME (Pequenas e Médias Empresas) a nível nacional.
26/7/2008
A Fepronor - Ferro Pronto do Norte, Sociedade Unipessoal Lda., foi distinguida recentemente com estatuto de PME Líder pelo Instituto de Apoio a Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI).
22/7/2008
Investimento em tecnologia de ponta e procura de novos clientes, nomeadamente em Espanha, ajudaram a reforçar a liderança desta empresa sediada em Bragança.
1/12/2009 in Exame
A Fepronor - Ferro Pronto do Norte foi considerada a melhor empresa do sector da Metalomecânica e Metalurgia de Base a nível nacional.
28/3/2012 in Rádio Brigantia
Empresa de Bragança entre as melhores Pequenas e Médias Empresas ao nível da performance financeira.
27/3/2012 in Jornal Nordete
A Fepronor, que se dedica à transformação e comercialização de ferro para a construção civil, opera a partir de Bragança, mas tem conseguido marcar a sua presença em todo o território nac...
1/3/2012 in Portugal Positivo
A Fepronor, sediada em Bragança, foi considerada a melhor empresa do sector da metalomecânica e metalurgia de base a nível nacional.
30/5/2012 in Jornal de Negócios

Gestão sem Ferrugem

Luís Gonçalves, fundador e sócio-gerente da Fepronor - Ferro Pronto do Norte, Lda.
Luís Gonçalves contraria os problemas trazidos pela
interioridade com a qualidade do serviço

Quando Luís Gonçalves criou a Fepronor, em 1996, enveredou pela produção industrializada de armaduras de ferro para construção civil. O empresário sentiu que havia um mercado por explorar, pois aquele produto não era fabricado a norte do Porto. A sua empresa, de Bragança, dedica-se à transformação e comercialização de produção siderúrgica e de ferro pronto.

Esta unidade enfrenta a desacelerarão do mercado imobiliário e a flutuação do preço do aço, matéria-prima na base do seu processo produtivo. Por isso, Luís Gonçalves tenta acompanhar os grandes investimentos nacionais, nomeadamente obras públicas. A Fepronor está presente em projectos de construção de estradas, como o IC6 e a concessão do Douro Litoral Norte. Também participou no reforço de potência da Barragem de Bemposta. Em paralelo, o mercado a concentrar as atenções é Espanha, país em que a empresa desenvolve esforços de prospecção de novas obras e parcerias.

Contornar problemas

"Não nos podemos queixar de um decréscimo de facturação, mas, sim, de um decréscimo acentuado no preço médio do aço que ronda 40%, que se reflecte no volume de negócios da firma", explica o fundador. Constrangimentos a que se juntam a localização da empresa, em Bragança, longe dos centros de decisão. Por isso, o fundador da Fepronor assume a qualidade do serviço prestado e o cumprimento de prazos como factores importantes no sucesso do negócio.

Desempenho comprovado pelo aumento dos resultados líquidos em 60,8% ao passar, entre 2007 e 2008, de 1,7 milhões de euros para 2,7 milhões. No ano passado as vendas cresceram 17%, uma evolução de 30,3 milhões de euros para 35,5 milhões.

Resistência à crise

O investimento realizado em anos anteriores amparou os efeitos da crise. "Temos uma estrutura bem implementada, que passa por uma linha de produção com as mais avançadas máquinas do sector de transformação do aço." A isto junta-se "uma frota de transporte recente, equipamento administrativo com a tecnologia necessária e, acima de tudo, recursos humanos motivados para as exigências do mercado", destaca o empresário.

A evolução da empresa foi sustentada na "dedicação e trabalho", que se reflecte "na total disponibilidade na prestação de serviço aos clientes", constata Luís Gonçalves. "Tentamos sempre cumprir com os nossos compromissos, dentro dos prazos contratuais e de uma forma séria com todo o profissionalismo que é exigido", acrescenta o engenheiro gestor.

Para 2010 já está confirmada a presença da Fepronor na construção da auto-estrada Transmontana, perspectivando-se ainda a participação nas obras da Barragem do Sabor. O aumento da produtividade exigiu o alargamento das instalações da fábrica. Actualmente, a Fepronor ocupa três pavilhões com uma área coberta de 4,2 mil metros quadrados. Em 2009, houve um reforço na formação dos recursos humanos e está em fase de conclusão a certificação da qualidade.

Quadro de Honra

Empresa do interior repete vitória no sector.

1000 PME Empresa Pontos
1 56 Fepronor 544
2 118 Fundilusa 482
3 289 Incompol 283
4 367 Metaloviana 381
5 221 O Feliz - Metalomecânica 288

As melhores ano a ano.

2009 Fepronor
2008 Fepronor
2007 Haironville
2006 Jacinto Marques de Oliveira
2005 Zollern & Comandita

Texto: Andreia Fernandes Silva
Foto: Rui Gomes

1/12/2009 in Exame
#Topo da página